Acesse a Loja

O setor de gastronomia possui grande potencial de mercado em todo mundo, conforme comprova o estudo da Associação de Bares e Restaurantes (Abrasel), que aponta um crescimento acima de 10% no mercado nos últimos anos.

Mas, quando pensamos sobre a gastronomia no mercado de trabalho, logo vem à mente a cozinha de restaurantes. Porém, existem outros espaços nos quais um chef pode trabalhar.

Muito além de cozinhar, o profissional de gastronomia atua no gerenciamento de restaurantes, segurança alimentar, produção industrial e até mesmo empreendendo no setor.

O que é Gastronomia?

A gastronomia vem do grego: gastros, ‘estômago’, e nomia, ‘lei, conhecimento’.

É uma arte que engloba a culinária e modo de preparar alimentos, bebidas e todos os recursos culturais ligados a essa área.

Dessa forma, denomina-se gastronomia a atividade responsável pela preparação dos alimentos através de um processo cultural, que vai além da preparação dos alimentos e da nutrição, buscando oferecer a cada prato um toque artístico.

Mas, vale dizer que a gastronomia constituiu-se como uma arte de cozinhar e retirar dos alimentos o máximo de benefício.

Empreendedorismo na Gastronomia

O empreendedorismo tem relação com a ideia de um produto ou serviço que ofereça a solução para os problemas e necessidades dos consumidores. Logo, o primeiro passo para ser um empreendedor é ter a perspicácia de perceber rapidamente essas oportunidades.

Portanto, o mercado da gastronomia é muito exigente, isso porque na cozinha os alimentos são preparados. Por isso, além de um negócio bem estruturado, é preciso atenção à qualidade dos ingredientes e aos processos de preparação, afinal, a saúde dos consumidores está em risco.

Assim, de acordo com as pesquisas realizadas pelo IBGE, o brasileiro costuma gastar cerca de 25% da sua renda com alimentações fora do lar. E observando esses dados tendem a crescer, diversas pessoas buscam investir nesse setor.

No Brasil, o mercado gastronômico vem crescendo cada vez mais, inclusive em épocas de recessão econômica, gerando oportunidades de empregos e negócios e movimentando a economia.

Quem empreende deve sair do campo de ideias, pois o empreendedorismo implica em correr riscos, ao colocar o planejamento em prática para desenvolver sua empresa. De qualquer maneira, observar uma oportunidade e pensar na solução é apenas o começo.

Assim, para garantir que os procedimentos sejam corretos, prezar pela higiene do estabelecimento é fundamental para assegurar que a qualidade não seja prejudicada.

Confira o artigo “Como uma máquina pode agregar valor ao seu produto?”

Como empreender na Gastronomia?

O empreendedorismo tem relação com a ideia de um produto ou serviço que ofereça a solução para os problemas e necessidades dos consumidores. Logo, o primeiro passo para ser um empreendedor é ter a perspicácia de perceber rapidamente essas oportunidades.

Mas não é somente de intuição que se vive um empreendedor.

De acordo com o Sebrae, o Brasil possui mais de 12 milhões de microempreendedores individuais (MEI), micro e pequenas empresas que optam pelo Simples Nacional. Apesar do número expressivo, muitas demandas dos consumidores ainda não são atendidas.

Por isso, é importante partir da racionalidade e analisar os fatos. Com mais dados e informações, o seu negócio fica melhor embasado.

Assim, você pode optar por caminhos como:

  • Atender uma demanda em determinadas localidades;
  • Desenvolver um produto ou serviço novo para um público específico;
  • Chamar a atenção para melhorar um produto ou serviço já existente.

Quem empreende deve sair do campo de ideias, pois o empreendedorismo implica em correr riscos, ao colocar o planejamento em prática para desenvolver sua empresa. De qualquer maneira, observar uma oportunidade e pensar na solução é apenas o começo.

E o caminho mais adequado para iniciar o seu negócio é formalizar o seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), para estar dentro das regras legais.

A carreira em Gastronomia

Ao contrário do que muitos possam pensar, o profissional formado em Gastronomia possui conhecimentos que vão muito além das habilidades técnicas para manusear e preparar alimentos.

Por isso, durante sua formação, aprendem sobre gestão, segurança alimentar, características dos alimentos e diversos processos industriais referentes aos alimentos.

Conheça as principais atividades que o profissional pode desempenhar:

  • Chef de Cozinha: planeja e prepara cardápios, coordenando a equipe de cozinheiros e selecionando os fornecedores;
  • Personal Chef: exerce as mesmas funções do chef de cozinha, porém atua em residências particulares;
  • Segurança Alimentar: realiza vistorias em cozinhas para garantir que as normas de segurança alimentar sejam cumpridas;
  • Gestão: realiza a administração de restaurantes, contrata e treina profissionais e organiza as finanças;
  • Indústria Alimentícia: desenvolve novas receitas e testa novos produtos;
  • Consultoria: consultoria para empresas, visando mudanças nos processos para melhorar o desempenho.

Além disso, podem seguir a carreira acadêmica, atuar como críticos gastronômicos, no ramo editorial e diversas outras áreas.

Dicas para empreender na Gastronomia

Por se tratar de uma carreira do ramo alimentício, esse profissional deve ter senso de responsabilidade. Além disso, deve ter capacidade de liderança, organização, disciplina e gerenciamento do tempo.

Pensando nisso, separamos 03 dicas para quem pensa em empreender no ramo da gastronomia:

1) Defina seu público

O seu negócio não pode ser mais do mesmo, é preciso se diferenciar dos seus concorrentes.

Evite se arriscar, realize pesquisas para viabilizar o negócio. Assim, defina com clareza o seu público, localização e entenda se este sustenta a sua operação.

2) Fique atento às regulamentações

Um ponto importante de se atentar é a regulamentação específica de cada segmento de mercado.

Afinal, a qualidade passa pela segurança e manipulação dos alimentos, questões que devem ser respeitadas.

3) Invista em equipamentos

Grande parte dos investimentos iniciais do seu negócio estão voltados para a compra de equipamentos de qualidade.

Mas para isso, é preciso investimento em equipamentos corretos.

Leia o artigo “04 motivos para ter uma envasadora de bico móvel

A melhor solução

A Cetro oferece soluções completas e itens necessários para iniciar, incrementar ou ampliar a sua produção, incluindo máquinas e também embalagens ideais para alimentos que atendem as certificações internacionais de qualidade.

E se você quer empreender com os equipamentos corretos e contar com uma assistência completa para qualquer lugar do país, acesse o nosso site e confira os itens que não podem faltar na sua produção.

Continue acompanhando o Blog da Cetro para novos conteúdos que podem contribuir com seu crescimento pessoal, profissional e empresarial.

tt ads

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.