Acesse a Loja

Fique por dentro das principais opções de linha de crédito voltadas para a ampliação do seu negócio

No fim do mês de maio de 2022, o governo federal lançou uma iniciativa que tem como objetivo apoiar os pequenos negócios: o programa Crédito Brasil Empreendedor, criado para microempreendedores terem acesso simplificado a uma linha de crédito.

Na mesma ocasião, foram anunciadas mudanças nas regras do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), que prorrogou o prazo de empréstimos para até o final de 2024. Estas novas medidas podem liberar mais de R$ 50 bilhões em empréstimos que serão utilizados por micro e pequenas empresas (MPE).

Para ajudar você a tomar a melhor decisão com relação a que tipo de empréstimo contratar para expandir sua empresa, seja na compra de maquinário, reformas, reforçar seu estoque, ou mesmo para fechar as contas do mês, separamos aqui quais são as formas de obter o crédito que seu negócio precisa! Antes, temos duas dicas essenciais que você deve ter em mente na hora de fazer seu pedido de empréstimo.

1ª dica – Vou conseguir quitar o empréstimo? 

Assim como acontece em um empréstimo pessoal, você assume o compromisso de pagar o crédito para sua empresa com pontualidade, correndo o risco de ficar inadimplente caso aconteça algum atraso por um certo período. Sendo assim, antes de fazer a contratação, simule os valores e veja se o novo empréstimo consegue se encaixar no orçamento do seu negócio. Assim você evita complicações no futuro.

2ª dica – Qual a finalidade do crédito que será obtido? 

Ter um capital de giro ou garantir o pagamento do 13º salário? Adquirir novos equipamentos ou uma ajuda para o fluxo de caixa? Seja qual for a situação que sua micro ou pequena empresa esteja passando, é importante saber qual será o destino do empréstimo. Isso porque existem linhas voltadas para tipos específicos de crédito: algumas são voltadas exclusivamente para investimentos, como capital de giro, compra de equipamentos e materiais; outras não possuem restrições, podendo ser utilizadas para os casos que já citamos e outras situações, incluindo pagamento de contas, por exemplo.

Outro ponto que deve ser levado em consideração quando se pensa em adquirir um empréstimo para micro ou pequena empresa (MPE) está na quantidade de encargos inclusos no processo, como o índice de correção das parcelas, juros, taxas que fazem parte do Custo Efetivo Total (CET) e se é obrigatório apresentar uma garantia, como um imóvel ou veículo. Verifique também qual o valor mínimo e máximo do crédito, o prazo de parcelamento e o tempo de carência para começar o pagamento das parcelas.

Agora que passamos esta dica fundamental para você, veja abaixo as linhas de crédito disponíveis para atender as necessidades do seu negócio!

Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte)

Como o nome diz, este é o tipo de empréstimo criado pelo governo federal que mencionamos no começo deste artigo. Ele atende microempreendedores individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP), e foi criado em maio de 2020 para ajudar estes tipos de empresas, que foram muito afetadas pela pandemia da Covid-19. Inclusive, apenas em 2020 foram concedidos mais de R$ 37,5 bilhões em empréstimos para 517 mil empreendedores.

Tendo se tornado permanente em junho de 2021, o Pronampe oferece crédito com juros menores e prazos maiores para pagamento, e conta com a garantia do Fundo de Garantia de Operações (FGO). Além disto, o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) sobre o programa está zerado até o fim de 2023.

Regras do Pronampe:

  • O valor do empréstimo é limitado a 30% da receita bruta anual que foi registrada em 2019;
  • No caso de empresas com menos de um ano de funcionamento, o limite do valor do financiamento é determinado de duas formas: 30% da média do faturamento mensal ou metade do capital social;
  • Até 85% dos recursos são garantidos pela União. O empréstimo pode ser concedido por instituições financeiras, tanto públicas quanto privadas, com autorização de funcionamento pelo Banco Central. Alguns exemplos são:
    • Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste (Instituições Financeiras Oficiais, ligadas ao governo federal);
    • Bancos privados (Itaú, Bradesco, entre outros);
    • Cooperativas de crédito, como o Sicredi, Unicred e Sicoob, e bancos cooperativos, como por exemplo o Bancoob;
    • Agências de fomento e bancos estaduais;
    • Fintechs (serviços financeiros realizados por meio de sistemas tecnológicos);
    • Organizações Da Sociedade Civil De Interesse Público (OSCIP);
    • Instituições que fazem parte do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB);
    • Outras instituições financeiras privadas e públicas autorizadas a funcionar pelo Banco Central.
  • Ao realizar o empréstimo, é necessário que o número de funcionários seja mantido por até 60 dias após a concessão do crédito.

Como funciona o pagamento

O empréstimo pode ser dividido em até 48 parcelas, sendo que a taxa de juros máxima por ano é a mesma que a taxa Selic, mais um adicional de 6%. Já o prazo para iniciar a quitação do crédito é de 11 meses.

Destinação do crédito

O dinheiro obtido pode ser usado tanto para as despesas do seu negócio, como a compra de materiais e mercadorias e pagamento de contas e salários, quanto para investimentos, incluindo reformas e a aquisição de equipamentos. É proibido utilizar o crédito do Pronampe para distribuir lucros e dividendos entre sócios da empresa.

Para saber se o seu banco faz parte do programa, recomendamos que você vá até a agência e fale com seu gerente ou entre em contato com a central de atendimento do seu banco.

Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores (SIM Digital) Caixa Tem

Lançado no final de março de 2022 dentro do programa Renda e Oportunidade, esta é uma forma de obter crédito rápido com valores menores (microcrédito) e diretamente pelo celular, sem precisar se deslocar até uma agência bancária.

Pode ser utilizada tanto por microempreendedores individuais (MEI) quanto por empreendedores que são pessoas físicas, incluindo aqueles com CPF negativado e beneficiários do programa Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família.

Vale mencionar aqui que a contratação do empréstimo via celular, através do aplicativo Caixa Tem, só pode ser feita por pessoas físicas que querem empreender, seja como autônomo ou mesmo informal, já que haverá um questionamento sobre a finalidade do crédito. Quem já é MEI deve ir até uma agência da Caixa para solicitar o empréstimo.

Os limites de valores que podem ser solicitados são diferentes para cada modalidade. Confira abaixo:

  • Pessoas físicas: de R$ 300 até R$ 1 mil, com taxa de juros que varia de 1,95% até 3,60% mensais, com parcelamento de 12 a 24 meses. Importante – Quando o interessado está com restrições no nome, não pode haver, até 31 de janeiro de 2022, dívidas e/ou empréstimos com valores maiores que R$ 3 mil (nesta quantia não entram limites de créditos bancários que não foram usados, incluindo cartão e cheque, e financiamentos de imóveis).
  • Microempreendedores individuais (MEI): o valor que pode ser emprestado começa em R$ 1 mil e termina em R$ 3 mil, tendo uma taxa de juros de 1,99% até 3,60% por mês, com parcelamento inicial um pouco maior, de 18 meses, e indo até 24 meses.

Saiba agora quais são os documentos necessários e como fazer para pedir seu empréstimo SIM Digital Caixa Tem:

Documentos necessários para solicitação

Pessoas físicas Neste caso, a conta aberta no aplicativo Caixa Tem deve ser obrigatoriamente a Poupança Digital+. Se a sua conta não for essa, você deve atualizar seu cadastro para converter a Poupança Social Digital em uma Poupança Digital+. Para isto, siga estes passos:

  1. Verifique se o aplicativo Caixa Tem está instalado em seu celular e se está na versão 1.57.1 ou mais atual. Você pode atualiza-lo ou baixa-lo para Android clicando aqui ou para iOS neste link.
  2. Entre no aplicativo com seu CPF e senha numérica cadastrados.
  3. Clique na opção “Atualize seu cadastro” e siga as orientações que aparecerem na tela.
  4. Clique em “SIM Digital – Crédito Caixa TEM” e logo após escolha “Contratar Crédito Caixa TEM”.
  5. Nesta etapa você deverá responder um questionário de cinco perguntas.
  6. Com o questionário respondido, escolha de quanto será o valor do empréstimo.
  7. Selecione a data em que você deseja pagar as parcelas.
  8. Escolha em quantas parcelas você quer dividir o pagamento do crédito.
  9. Por fim, digite sua senha Caixa Tem e pronto! Será feita uma análise pela Caixa de até 10 dias. Após esse período, se houver aprovação, o empréstimo será creditado em sua conta no Caixa Tem.

Microempreendedores individuais (MEI) – Quem já trabalha como MEI há pelo menos um ano (12 meses) pode solicitar o SIM Digital, mas apenas indo presencialmente até a agência da Caixa no qual você possui conta jurídica (se não tiver conta, ela deve ser aberta primeiro). Até o fechamento deste artigo, não é possível que MEIs possam pedir este empréstimo pelo aplicativo. Leve os seguintes documentos, que são os mesmos para quem tem conta ou não:

  • Documentos pessoais: CPF, comprovante de residência e RG;
  • Declaração Anual do Simples Nacional (DASN SIMEI) do último exercício fiscal que foi encerrado acompanhado do Recibo de Entrega (documento que certifica que a Declaração Anual foi feita até 31 de maio). Você pode consultar a declaração clicando aqui.
  • Certificado da Condição do Microempreendedor Individual (CCMEI): documento que comprova a abertura de seu negócio e a inscrição do seu CNPJ e na Junta Comercial de seu estado. Você pode emitir o comprovante gratuitamente por meio deste link.

Lembrando que todas as operações do SIM Digital são executadas através do Fundo Garantidor de Microfinanças (FGM) da Caixa, que recebeu um subsídio de R$ 3 bilhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Bancos estaduais e agências de fomento

Alguns estados possuem suas próprias modalidades de empréstimos para micro e pequenas empresas, fornecidas por meio de bancos e agências de estímulo. As taxas de juros são menores e existem mais opções de crédito para escolha. Dentre as instituições que destacamos aqui estão:

  • Banco do Povo (Governo do Estado de São Paulo): este banco estadual tem como destaque o programa Empreenda Rápido (antigo Super MEI), feito em parceria com o Sebrae e que oferece até R$ 21 mil de empréstimo para MEIs, microempresas (MEs) e empresas de pequeno porte (EPP), com taxa de juros que varia entre 0,35 a 0,55% ao mês + 1% de TSF (Tarifa de Sustentabilidade do Fundo, descontada na liberação) + FDA (Fundo de Aval, que é diluído nas parcelas). Para obter o crédito é obrigatório concluir um dos cursos técnicos gratuitos disponibilizados pelo programa, e todos contam com certificado de conclusão.
  • Desenvolve SP (Governo do Estado de São Paulo): Também chamado de Banco do Empreendedor, é focado no desenvolvimento econômico sustentável do estado de São Paulo. Atende MEIs, microempresas, setores como agronegócios e industrial e prefeituras, sempre com juros mais baixos e prazos para pagamento de até 10 anos. As opções de crédito disponíveis incluem capital de giro (despesas operacionais, manutenção de estoque e compra de matéria-prima), projetos de inovação, sustentabilidade ou investimento, empréstimo para compra de equipamentos e máquinas, entre outros. O site desta instituição conta com simulador próprio, garantindo um processo 100% on-line.

Agência Estadual de Fomento do Rio de Janeiro (AgeRio): Tem como pilares as boas práticas de governança e responsabilidade socioambiental. A linha de empréstimo voltada para microempreendedores individuais, chamada Microcrédito AgeRio, oferta valores que vão até R$ 21 mil, e possui taxa de juros de 0,25% mensais, com prazo de até 24 meses e carência de no máximo 12 meses. Pode ser usada para reformas, capital de giro, aquisição de máquinas, etc. Já o crédito para microempresas tem valor máximo de R$ 300 mil e taxa de juros de até 0,87% ao mês, com até 60 meses para pagar e carência de até 18 meses. Assim sendo, o empréstimo pode ser investido em aquisições e capital, treinamentos, certificações e consultorias. A contratação também é realizada totalmente pela internet.

Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG): Atua com base no desenvolvimento, inovação e sustentabilidade do estado de Minas Gerais. Esta instituição trabalha com empresas de todos os setores e tamanhos, prefeituras e concessionárias municipais, além de estruturar Parcerias Público-Privadas (PPPs) para o governo mineiro. Conta com uma vasta linha de empréstimos, com taxas a partir de 1,24% mensais, análise de crédito agilizada e até 36 meses para pagar. Permite simulação gratuita no site ou o interessado pode ir presencialmente até um dos vários correspondentes bancários espalhados pelo estado. Outro destaque do BDMG é o Programa Crédito Assistido, desenvolvido em conjunto com o Sebrae. Ele é composto por treinamentos virtuais sem custo que têm como objetivo capacitar o empreendedor para melhorar a gestão financeira do seu negócio.

Bancos privados (Bradesco, Santander, etc)

De forma geral, bancos do setor privado também oferecem empréstimo para microempreendedores individuais, microempresas e pequenas empresas. Aqui podemos incluir instituições como o Bradesco, Itaú, Santander, dentre outras. Em alguns casos, os prazos para iniciar o pagamento das parcelas do crédito podem ser menores. E as taxas de juros podem ser maiores quando comparamos com o que é oferecido pelo governo federal ou estadual. Portanto, faça uma pesquisa detalhada, compare e simule qual a melhor opção de empréstimo para sua empresa!

Acelere sua produção: invista nas máquinas da Cetro!

Agora que você conhece as melhores formas de conseguir empréstimo para seu negócio, que tal investir seu crédito em um equipamento confiável, robusto e com qualidade comprovada? Para isto, conheça as soluções da Cetro Máquinas!

Não importa o setor que você atua ou o tamanho da sua empresa, com certeza tem uma máquina da Cetro que vai atender perfeitamente sua empresa! Para acessar nosso site e conferir nossa linha completa é só clicar aqui. Continue acompanhando o blog da Cetro para ficar por dentro de todos os nossos conteúdos. Eles são feitos para ajudar você e seu negócio a evoluir sempre!


tt ads

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.