A sustentabilidade na indústria de alimentos é um assunto bastante comentado. A consciência para um mundo melhor já virou tendência entre os consumidores, que estão cada vez mais engajados e interessados em marcas que apresentem os mesmos valores que eles.

Vamos descobrir como ser uma empresa que colabora para um ambiente mais sustentável? Confira no artigo abaixo!

Como praticar a sustentabilidade na indústria de alimentos?

A sustentabilidade na indústria de alimentos vai muito além de questões que envolvem a reciclagem de embalagens, por exemplo. As preocupações englobam também a saúde e segurança do consumidor, mão de obra de funcionários, sanidade animal, rotulagem de produtos, entre outros.

Por ter contato direto com a saúde do consumidor, os alimentos devem ser realizados com a máxima higiene.

Para você saber se faz parte da indústria de alimentos, podemos classificá-las aquelas que:

  • preparam alimentos frescos, incluindo abatedouros e empresas que selecionam e embalam vegetais;
  • transformam alimentos frescos em produtos com maior tempo de prateleira;
  • fabricam produtos que servem para preparar alimentos, como moagem ou sal de cozinha;
  • fabricam alimentos prontos para consumo, como os congelados e as churrascarias.

Em uma pesquisa de mercado realizada pela Opinion Box, em 2017, a empresa levantou sobre a percepção dos consumidores brasileiros a sustentabilidade e engajamento social das empresas. Os dados mostram que as pessoas estão cada vez mais ligadas à postura das marcas em relação às práticas sustentáveis:

  1. 42% dos entrevistados se preocupam muito com práticas sustentáveis;
  2. 54% sempre ou com frequência preferem marcas famosas por cuidarem do meio ambiente;
  3. 65% deixam de comprar produtos de uma empresa que polui o ambiente.

Para ser uma empresa que ajuda na sustentabilidade na indústria de alimentos, não deixe de seguir as dicas abaixo:

Atente-se aos certificados

Comumente, empresas que acreditam na sustentabilidade estampam em suas embalagens alguns certificados. Verifique se a sua possui selos do IBD, Imaflora no Brasil, Ecocert e Produto Orgânico.

Descubra o que é preciso evitar

Alguns produtos contêm elementos que são nocivos tanto à saúde quanto ao solo, rios e mares. Não deixe de indicar em suas embalagens a composição de todos os alimentos.

Opte por embalagens sustentáveis

O artigo 08 da Lei 9782/99, atribuiu à ANVISA a responsabilidade de regulamentar, controlar e fiscalizar o uso das embalagens alimentícias. São diversas informações específicas que devem ser expostas em cada um dos alimentos industrializados.

Entretanto, alguns produtos, como é o caso dos gordurosos, apresentam impasses quanto à utilização de embalagens sustentáveis, pois requerem grande quantidade de água e de detergentes no processo de esterilização.

Existem muitas opções disponíveis no mercado que devem ser consideradas na hora da escolha da embalagem ideal do seu produto. Uma boa alternativa é adquirir as que são biodegradáveis e compostáveis.

Gostou de saber como praticar a sustentabilidade na indústria de alimentos? Para mais assuntos assim, não deixe de acompanhar o blog da Cetro Máquinas! Aproveite que está na nossa página e leia também sobre os melhores tipos de embalagens plásticas para o setor alimentício.

A preocupação com preservar o meio ambiente é algo que norteia os pensamentos da população, que se esforça para tornar o mundo um lugar melhor.

Por isso, a consciência de que devemos preservar o meio ambiente vem sendo disseminada em nossa sociedade, e as empresas devem caminhar junto a essa ideia.

Mas, nos últimos anos, as corporações se deram conta de que preservar o meio ambiente e fomentar o desenvolvimento sustentável é também preservar a própria vida humana. Logo, falar sobre empresas e meio ambiente é tão importante.

Quer saber como tornar o seu negócio sustentável?

Acompanhe o nosso artigo.

Empresas Sustentáveis

As empresas são parte fundamental para o alcance do desenvolvimento sustentável, pois elas constituem-se em um elemento chave para o progresso econômico de um país.

Segundo pesquisa da revista Exame, 64% dos consumidores do mundo vão atentar somente para empresas que realmente se importam com sociedade e meio ambiente; no Brasil, esse número chega a 82%.

Assim, a adoção de uma postura em prol do meio ambiente proporciona vantagens para as empresas. Além da preservação dos recursos naturais, as organizações conseguem se posicionar melhor perante seus clientes.

Logo, a gestão ambiental deve incluir atividades que assegurem a conformidade das mesmas com as leis ambientais e da formulação de estratégias que adaptam os produtos à responsabilidade socioambiental.

E outra prova de que a sustentabilidade é uma tendência no mercado, temos o surgimento do marketing verde. Essa estratégia trabalha a imagem das empresas que comercializam produtos e/ou possuem modos de produção ecologicamente corretos.

Por que ser sustentável?

A preocupação com o meio ambiente tem como objetivo tornar o mundo um lugar melhor para viver, preservando os recursos naturais e garantindo mais qualidade de vida.

Assim, os estabelecimentos sustentáveis, além de estarem contribuindo com a natureza e a população, têm chances de ganharem mais adeptos.

Os consumidores que se identificam com o tema buscam por empresas que possuem os mesmos valores. Assim, o seu negócio se torna ainda mais forte no mercado.

Logo, a gestão ambiental eficiente em uma empresa contempla a correção contínua de erros e danos ao meio ambiente, além da monitoração do programa ambiental que a empresa pode oferecer.

Mas, embora, muitos líderes pensem que o modelo sustentável é mais caro, é justamente o contrário. Além disso, algumas medidas simples já podem fazer totalmente a diferença.

Confira: Como automatizar processos contribui para a economia de insumos?

Empresas: como aderir à sustentabilidade?

Mas, quando falamos sobre empresas e meio ambiente, há algumas práticas que podem (e devem) ser adotadas para tornar o negócio sustentável.

Confira quais são elas:

  • Crie um planejamento próprio ou faça parte de programas específicos, como o do IBDN (Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza);
  • Faça parcerias com empresas que também são sustentáveis;
  • Promova o consumo consciente — como informativos sobre o assunto e distribua para seus colaboradores estarem informados sobre os valores pregados;
  • Opte pelo uso de equipamentos e produtos sustentáveis, por meio de trocas conscientes —produtos biodegradáveis, que possuem uma rápida decomposição;
  • Caso tenha um refeitório na empresa, evite desperdícios de comida. Controle o estoque e opte por formas de armazenamento que aumentam a vida útil dos alimentos;
  • Reduza o consumo de energia elétrica —opte por janelas abertas e não o uso do ar-condicionado; deixe as luzes apagadas quando não estiver ninguém no local; desligue os equipamentos quando não for utilizá-los;
  • Use lâmpadas de LED que não causam tanto impacto na natureza e possuem maior vida útil;
  • Diminua o uso do papel — evite impressões desnecessárias;
  • Separe corretamente o lixo e tenha lixeiras de reciclagem para o descarte correto.

Leia mais: 10 dicas de armazenamento de alimentos

Acompanhe o Blog da Cetro e garanta que o seu negócio tenha as melhores soluções para todos os seus processos.