Todos os empreendedores têm o sonho de expandir o seu negócio e vê-lo crescer com sucesso, como é o caso das franquias. Por isso, para você que busca entender como abrir uma franquia, não deixe de ler este artigo!

O que é uma franquia?

Uma franquia é uma estratégia que comercializa o direito de uso de uma marca, know-how e direito de distribuição. Trata-se de um arranjo no qual a rede franqueadora concede ao franqueado uma parcela do negócio.

Ou seja, as franquias são modelos de negócios em que um mesmo empreendimento é copiado e disseminado por outras unidades comerciais com autorização de quem criou a empresa.

O modelo pode ser classificado como uma espécie de clonagem de negócio. Pois proporciona que o serviço seja replicado em diferentes unidades. Afinal, as franquias têm como característica a padronização de processos e de produtos.

Diferença entre filial e franquia

Para que você entenda melhor o que é franquia e não se confunda, vamos falar sobre as diferenças perante as filiais de uma empresa matriz.

De modo geral, as filiais contam com sua própria direção, mas são mais subordinadas à matriz. Isso porque elas recebem investimento, bem como lucros e despesas da matriz. Já uma franquia conta com um setor financeiro independente.

O local escolhido para ter uma filial também passa pela decisão da matriz, enquanto para franquias fica a critério do franqueado.

Leia mais: Como se tornar um franqueador?

Passos para abrir uma franquia

Agora que já tem mais clareza sobre o assunto e decidiu que ser um franqueado é a melhor opção, vamos aos passos para abrir uma franquia!

Passo 01: entre em contato com a marca que deseja ser um franqueado. Possivelmente, você fará um cadastro com seus dados e responder algumas perguntas.

Passo 02: caso aprovado nessa etapa, será marcada uma reunião presencial. Você receberá a Circular de Oferta de Franquia (COF) com todas as informações sobre a empresa e o contrato.

Passo 03: neste momento, é importante tirar suas dúvidas e entender exatamente como funciona a empresa. Confira, por exemplo, quais as taxas, valores a serem pagos e como o suporte é oferecido.

Passo 04: depois disso, tente conhecer outras franquias da mesma marca e ver como funciona o negócio. Após o recebimento da COF, você tem 10 dias para avaliar a proposta.

Passo 05: ao decidir que quer montar uma franquia daquela empresa, é hora de assinar o contrato. 

Passo 06: após o fechamento do contrato, você receberá um cronograma com os próximos passos, como o período para abrir a franquia, contratar colaboradores — geralmente, o prazo é de 90 a 120 dias.

Passo 07: neste momento, verifique qual será o local em que montará a franquia e obtenha o alvará de funcionamento da prefeitura. Abra uma empresa conforme as obrigações fiscais e ajuste os últimos detalhes.

Passo 08: prepare-se e faça a inauguração de sua loja.

Passo 09: por fim, você deverá pagar as taxas mensais de royalties e publicidade para ter direito de uso da marca e do sistema.

Acompanhe o Blog da Cetro e garanta que o seu negócio tenha as melhores soluções para automatizar os seus processos.

Ser um franqueador é uma alternativa promissora na hora de expandir um negócio. O modelo de franquias permite que a marca alcance locais que provavelmente não conseguiria atuar sem uma rede.

E se o seu desejo é abrir uma franquia, mas você não sabe como fazer isso, o artigo de hoje é para você!

Descubra como ser um franqueador de sucesso.

O que é uma franquia?

Uma franquia é uma estratégia que comercializa o direito de uso de uma marca, know-how e direito de distribuição. Trata-se de um arranjo no qual a rede franqueadora concede ao franqueado uma parcela do negócio.

Ou seja, as franquias são modelos de negócios em que um mesmo empreendimento é copiado e disseminado por outras unidades comerciais com autorização de quem criou a empresa.

O modelo pode ser classificado como uma espécie de clonagem de negócio. Pois proporciona que o serviço seja replicado em diferentes unidades. Afinal, as franquias têm como característica a padronização de processos e de produtos.

Benefícios 

Confira quais são os benefícios de ter uma franquia.

Franqueado

  • Oportunidade de abrir um negócio sem precisar de experiência no setor;
  • Começar um negócio com marca prestigiada possibilita menos riscos;
  • Acesso a métodos profissionais de gestão e operação;
  • Suporte técnico, administrativo e de gestão da rede;
  • Indicação de fornecedores e equipamentos;

Franqueador

  • Expansão rápida aliada à menores investimentos;
  • Os relacionamentos fortalecem mais a marca;
  • Descentraliza as gestões;
  • Potencializa a eficiência da operação;
  • Pode ser concentrar no desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Como ser um franqueador?

Para responder à pergunta é preciso pensar se o seu serviço possui um diferencial competitivo suficiente para que haja interessados nele, além de relevância no mercado.

Investimento

Mas é importante refletir sobre a questão financeira, com relação a quantidade de franquias que serão necessárias para ter uma boa lucratividade e rentabilidade.

Portanto é comum que existir diversas lojas da mesma marca. A maioria desses estabelecimentos funcionam no formato de franchising.

Nesse modelo, o franqueado fecha um acordo com o franqueador da rede. A partir disso, o proprietário da franquia concede o direito de uso da marca em uma nova loja. Logo, o dono de um negócio deve reconhecer que assumirá o papel de franqueador da empresa.

Além disso, o franqueador licenciará a utilização da imagem a investidores terceiros, que serão franqueados.

Leia mais: Descubra como aumentar sua margem de lucro

Documentos

Por fim, vamos à parte burocrática.

Tenha um plano de negócios, faça a transferência de conhecimento sobre a empresa, tenha disponibilidade para oferecer treinamentos e suporte às franquias.

Para ser um franqueador, é preciso seguir a Lei 8.955/94, que rege o sistema de franchising.

Nela, alguns documentos exigidos são:

  • Circular de Oferta de Franquia (COF);
  • Pré-Contrato de Franquia;
  • Contrato de Franquia.

A COF deve conter as principais informações sobre a rede, como a razão social, histórico da empresa, balanços e demonstrações financeiras, pendências judiciais, descrição das atividades, investimento inicial das unidades, gastos gerais, taxas, garantias, a situação do registro da marca no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), obrigações e deveres e outros detalhes.

Mas o documento precisa ser repassado ao franqueado, no mínimo, dez dias antes da assinatura final.

Além disso, o contrato necessita de informações relevantes como: valores, produtos/serviços, território, deveres do franqueador e do franqueado, penalidades e situação após fim do contrato.

Confira: 5 dicas para seu negócio crescer

Acompanhe o Blog da Cetro e garanta que o seu negócio tenha as melhores soluções para automatizar os seus processos.