Atualmente, o nosso planeta se encontra em diversas condições preocupantes e a reciclagem de plásticos não deve ser vista apenas como uma opção, mas sim como um dever de cada cidadão consciente.

Apesar disso, sabemos que muitas pessoas não realizam o descarte correto do plástico. Seja por falta de conhecimento ou por entender que essa atitude é muito complicada.

Um elemento até essencial em nossa vida, o plástico não deve ser encarado como um vilão. Desde que seja consumido, descartado e reciclado de forma responsável, correta e consciente, o material só tem a ajudar em nossa rotina no dia-a-dia.

Portanto, é preciso entender um pouco mais sobre o papel da reciclagem e como os plásticos podem ser descartados de modo a diminuir o seu impacto no meio ambiente.

O que é Reciclagem?

A reciclagem é um processo em que se transforma um resíduo sólido que não seria aproveitado, através de mudanças no seu estado biológico, físico ou físico químico.

Dessa forma, atribui-se novas características ao material para que o mesmo retorne como um produto ou até matéria-prima.

Além disso, a Reciclagem faz parte dos 3 R’s: reutilização, reciclagem e redução.

A  reutilização aplica e realoca os resíduos em outras funções ou usos. Já reciclagem consiste no processamento de um item. E a redução busca diminuir o consumo de alguns produtos ou materiais.

Por isso, entender o que é reciclagem é muito importante. Afinal, trata-se de pegar um material que talvez não tenha mais utilidade para algumas pessoas e transformá-lo em um novo item, sendo igual ou diferente do anterior.

Reutilização

Antes de tudo, é preciso analisar se a embalagem poderá ser reutilizada para outro fim.

Mas, se você não for reutilizar o material, é hora da próxima etapa.

Limpeza

É momento de certificar que a embalagem está vazia e não há nenhum resíduo dentro ou fora.

Caso tenha resíduos, utilize água para fazer a limpeza da embalagem.

É importante realizar a limpeza do material porque, até a coleta do material, alguns bichos podem surgir e dificultar a reciclagem. Por isso, lavar a embalagem antes de descartá-la.

Separação

O ideal é separar seu lixo em, pelo menos, duas latas.

Afinal, essa separação permite que você destine uma para o lixo comum, onde vão os alimentos, engordurados e itens úmidos, e a outra para o lixo seco, com materiais que podem ser reciclados, como: plásticos, metais, papéis e vidros.

Além disso, você também ajuda as pessoas que farão a destinação correta dos materiais recicláveis. 

O que são Plásticos?

Os plásticos são produtos da indústria de petróleo derivados do óleo, através do processo de refino do petróleo bruto, e do gás natural.

Além disso, para a obtenção dos produtos plásticos, utiliza-se a parafina e nafta, que integram a cadeia produtiva da indústria petroquímica.

E o segmento é responsável pela transformação dos diversos materiais que são derivados de petróleo em uma grande variedade de materiais.

Dessa forma, os plásticos também são utilizados para substituir materiais como aço, madeira e vidro, tudo graças ao baixo custo, pouco peso, maior resistência química/mecânica e o fato de serem recicláveis.

Contudo, a produção de plástico utiliza frequentemente a nafta. O material passa por um processo de craqueamento, em que as moléculas complexas são desconectadas e transformadas em moléculas simples, devido à quebra das ligações químicas.

Por isso, as moléculas simples são denominadas de monômeros. Os monômeros mais utilizados para a criação do plástico são: eteno e propeno. A partir da obtenção de várias moléculas, o futuro do plástico é definido.

Mas para chegar ao plástico, faz-se necessário uma última etapa: a polimerização. Nesse processo, através das reações químicas, as moléculas são agrupadas, ordenadas e formam o polímero.

Plásticos importantes para a reciclagem

Para contribuir com o nosso planeta e nos tornarmos mais conscientes das nossas atitudes, separamos alguns tipos de plásticos que podem ser reaproveitados pela indústria.

  • Plásticos de brinquedos
  • Garrafas pets
  • Sacos de plástico diversos
  • Canos de PVC
  • Potes de plástico diversos
  • Copos descartáveis
  • Para-choques de carros

E para entender a importância da reciclagem, devemos compreender os danos causados pelo descarte inapropriado de plásticos e outros resíduos.

Qual a finalidade do descarte correto do plástico?

Os materiais plásticos são classificados como recicláveis e podem ser reaproveitados.

Portanto, quando um material que pode ser reutilizado acaba sendo descartado incorretamente, demora alguns ou diversos anos para se decompor, o que gera uma quantidade maior de lixo acumulado e ainda dificulta a decomposição de outros resíduos.

Ou seja, a falta de conscientização sobre os reais danos do descarte incorreto acaba danificando o meio ambiente em grande proporção.

A eliminação de itens nas ruas, lagos, mares e outros lugares, aumentam a poluição e também interferem no habitat dos animais, produzindo um alto índice de mortalidade em várias espécies.

Leia mais: Quais os tipos de embalagens plásticas para alimentos?

Conscientização

A reutilização do plástico por iniciativas de reciclagem é muito importante, pois o material deixa de ser descartado incorretamente e se torna um novo produto.

E ao analisar a sociedade atual, é possível perceber a nova postura social das pessoas perante a necessidade de reciclar itens.

Por isso, é capaz que você tenha visto latas de lixo com os símbolos de plástico, papel, vidro e metal separadas por cores.

Portanto, além de facilitar a separação dos materiais, a atitude conscientiza a sociedade em relação à necessidade da preservação do nosso planeta.

Benefícios da Reciclagem dos Plásticos

A reciclagem previne impactos ambientais e visa manter o equilíbrio do meio ambiente, gerando economia dos recursos naturais;

Portanto, trabalha-se a conscientização em nível global acerca do cuidado com o planeta;

Além disso, favorece um consumo consciente ao apresentar os riscos de descartes incorretos;

E através desse incentivo, muitas cooperativas podem continuar trabalhando com a reciclagem;

Com isso, cria-se outras oportunidades de empregos, em especial para famílias de baixa renda;

Assim, a reciclagem dos materiais permite a sua reutilização e até aplicação em dispositivos geradores de energia, como sistemas fotovoltaicos.

Reciclagem energética

Um outro processo interessante para reciclar resíduos é a reciclagem energética, um processo de transformação dos materiais em energia térmica ou elétrica.

Ou seja, os resíduos que não podem ser reutilizados e reciclados, são fundamentais na reciclagem energética, afinal promovem a combustão.

Dessa forma, os materiais podem substituir o óleo diesel e combustível, possibilitando diminuir a exploração de combustíveis fósseis não renováveis.

Contudo, os resíduos como: restos de alimentos, materiais higiênicos descartáveis, plásticos e outros podem ser utilizados na reciclagem energética.

Entretanto, o material ideal para esse processo é o plástico. Por ser um derivado do petróleo, possui alto poder calorífico e viabiliza a produção energética.

Detalhe: A energia contida em 1kg de plástico tem o mesmo poder energético de 1kg de óleo diesel.

Como funciona o processo?

A energia elétrica ou térmica pode ser obtida a partir da utilização do vapor como resultado da queima dos resíduos.

Dessa forma, o vapor movimenta as pás ligadas em uma turbina. O movimento de energia cinética provocado pelo vapor é utilizado para gerar energia elétrica.

Assim, o movimento produzido pelo eixo da bobina modifica o fluxo do campo magnético do gerador e, com essa alternância no fluxo do campo magnético, a energia elétrica é produzida.

Para termos ideia, os plásticos são capazes de produzir aproximadamente 650 kWh de energia por tonelada de resíduo. Essa quantidade de energia é capaz de manter uma casa grande com até 5 pessoas por 1 mês.

A incineração dos resíduos, visando a transformação em energia, é uma forma viável de destinar corretamente aqueles plásticos que não são recicláveis.

Porém, esse processo ainda não está presente no Brasil.

Leia mais: Tipos de Embalagens e Plásticos para Seladoras

Descarte seus resíduos de forma adequada

Como nós já dissemos, o plástico deve ser descartado de forma consciente para que possa ser reutilizado.

Então, separe os itens recicláveis e os orgânicos para facilitar o descarte. Além disso, você pode descartar os materiais em lixeiras de coleta seletiva.

Por isso, se informe sobre a coleta ou locais de descarte dos resíduos. Alguns locais são conhecidos como postos de reciclagem e auxiliam no sustento de profissionais da área.

Ou seja, além de cuidar do meio ambiente, você pode ajudar outras pessoas a construírem um futuro melhor.

Importante ressaltar que todas essas atitudes buscam a garantia de um futuro melhor para o nosso planeta e também para as futuras gerações.

Afinal, nós podemos fazer a diferença ao descartar corretamente o plástico. 

Continue acompanhando o Blog da Cetro para novos conteúdos que podem contribuir com seu crescimento pessoal, profissional e empresarial.

Optar por oferecer produtos que não agridam o meio ambiente e nem a saúde humana é uma das melhores vantagens dentro de uma empresa.

Por isso, é importante que você saiba quais são os tipos de embalagens sustentáveis para aderir ao seu negócio.

A seguir, você confere algumas opções para escolher aquela que mais lhe agrada.

Importância das embalagens

Mais do que um simples invólucro, a importância da embalagem é perceber que ela desempenha um papel de destaque na proteção e conservação dos alimentos. Afinal, os protege contra adversidades que podem reduzir a sua vida útil. Por isso, as embalagens são desenvolvidas para manter a integridade dos alimentos.

Quando você está fazendo compras e vai escolher um produto nas prateleiras, você prefere levar a embalagem em perfeito estado ou a que tem algum amassado?

Mesmo que o conteúdo dentro de ambas seja o mesmo, optamos pela que está em perfeito estado. Então por que levamos a que não está danificada?

Acontece que os consumidores tendem a comprar o que é esteticamente agradável, apesar de saber que o conteúdo é o mesmo.

Leia mais: Benefícios do ATM na conservação de alimentos

Como escolher a embalagem ideal?

Cada classe de alimentos tem suas especificidades e pede formas diferentes de armazenamento.

Para escolher quais tipos de embalagem são mais adequados para determinado produto, você deve levar em consideração alguns aspectos, como:

  • Textura e umidade do alimento;
  • Capacidade de preservação da embalagem, considerando a temperatura no interior do produto;
  • Se de barreira contra a luz, ar, odores, umidade ou gordura;
  • Fragilidade (se quebra ou amassa com facilidade, por exemplo);
  • Risco de perfuração da embalagem.

Leia mais: 3 máquinas de embalagem para pequenos produtores

Tipos de embalagens sustentáveis

As embalagens sustentáveis ajudam a não poluir o meio ambiente, causam menos danos, se decompõem mais rápido na natureza, podem ser recicladas e não demandam muita energia e recursos naturais em sua produção.

Além disso, há alguns plásticos que podem ser um risco para a saúde, pois possuem propriedades que desregulam o corpo humano e podem, até mesmo, causar algumas doenças.

Portanto, se você quer ser uma empresa amiga do meio ambiente, precisa conhecer alguns dos tipos de embalagens sustentáveis para implementar em seu negócio. Veja:

1. Embalagem de vidro

Uma excelente opção que permite a exposição do conteúdo e muito utilizada em produtos líquidos e pastosos. No caso dos produtos em conserva, molhos e temperos, essas embalagens contribuem para a valorização do produto.

O vidro é impermeável, assim, quando bem vedadas, apresentam grande capacidade de preservação, evitando que odores e umidade afetem o alimento.

A escolha dessa embalagem para proteger alimentos ocorre em função da sua durabilidade e resistência. Dessa forma, é possível manter alimentos isolados contra elementos externos que podem oxidar ou danificar o produto.

Outra vantagem do vidro é o fato de ser reciclável, tornando o material uma opção sustentável para as empresas. Além disso, os consumidores podem reaproveitar as embalagens de vidro para outras finalidades.

2. Embalagem de alumínio

O alumínio é a opção mais indicada para embalar produtos perecíveis e sensíveis à luz.

Devido ao fato de serem leves e duráveis, as embalagens de alumínio são utilizadas para embalar alimentos que precisam ser transportados por longas distâncias ou que ficam longos períodos em exposição nas prateleiras dos supermercados.

Além disso, sua utilização vai desde as latinhas de bebidas até alimentos em conserva.

Entre as principais vantagens dessa embalagem, podemos ressaltar:

  • Durabilidade
  • Resistência
  • Maleabilidade
  • Resistência
  • Capacidade de conservação

3. Embalagem de papel reciclado

O próprio nome já diz muito sobre a sustentabilidade dessa embalagem. Além da reciclagem, também oferecem economia de energia em sua produção e potencialização do tempo de vida do produto.

4. Embalagem de fécula de mandioca

Esse tipo de embalagem é compostável, biocompatível e reciclável. Porém, só podem ser usadas em alimentos secos ou para consumo imediato — caso contrário, correm o risco de se desmancharem com o tempo, por conta da umidade.

Gostou de saber mais sobre estes tipos de embalagens sustentáveis?

A melhor solução

Cetro Máquinas oferece diversas opções de embalagens para selar os alimentos a vácuo que são livres de bisfenol A — composto que faz mal ao organismo, causando desequilíbrio hormonal tanto em animais quanto em humanos, podendo facilitar o aparecimento de diabetes, tumores, problemas de memória, hiperatividade, entre outros.

Além disso, elas seguem os padrões de qualidade internacional e ajudam a evitar o desperdício de alimentos, aumentando seu tempo de vida útil.

Saber qual a importância da embalagem, especialmente no setor alimentício, é essencial para o sucesso. Após reconhecer sua relevância, fica claro por que é tão necessário investir nessa área e contar com bons parceiros de negócio.

embalagens

Por isso, para que sua produtividade seja a melhor possível, os equipamentos devem acompanhar a eficiência da empresa.

Esse é o pensamento da Cetro. Oferecemos as melhores soluções para embalagens com qualidade para que sua empresa cresça cada vez mais.

Quer empreender com os equipamentos corretos e contar com uma assistência completa para qualquer lugar do país? Acesse o nosso site e confira os itens que não podem faltar na sua produção.

Acompanhe o Blog da Cetro e garanta que o seu negócio tenha as melhores soluções para automatizar os seus processos.

O vidro é um material de alta resistência a diversos tipos de processos, apesar de sua fragilidade ao impacto.

Por essa razão, saber como reutilizar embalagens de vidro para utilizar em sua casa ou negócio é uma ótima maneira de guardar muitos alimentos e outros itens com segurança e alta durabilidade.

Quer saber mais sobre a reutilização desse tipo de embalagem? Então confira este artigo!

Como higienizar as embalagens de vidro?

Antes de saber como reaproveitar embalagens de vidro, é necessário ter conhecimento a respeito do processo de higienização do material.

Dessa maneira, é possível evitar que, posteriormente, impurezas entrem em contato com o produto inserido no recipiente. O melhor a fazer, nesse caso, é esterilizar o material.

  • Lave todos os potes muito bem com água e detergente (se possível, neutro);retire os rótulos;
  • Deixe escorrer sem secar, pois as bactérias que podem existir em papéis e panos também são capazes de passar para dentro do pote;
  • Coloque todos os potes dentro de uma panela com a boca pra cima. As tampas devem ser encaixadas entre eles;
  • Leve ao fogo até a água ferver e conte de 20 a 25 minutos. Desligue.
  • Retire os potes com um utensílio (pinça ou pegador) para evitar o contato direto com as mãos e deixe escorrer o excesso de água.

Feito esse procedimento, você já pode separar os potes e reutilizá-los. A seguir, você confere algumas das opções sobre como reaproveitar embalagens de vidro!

Embalagens de vidro para armazenar conservas

Um dos usos mais comuns para potes de vidro é fazer conservas. Separe os ingredientes que serão utilizados e distribua-os no pote, deixando os óleos por último.

Para identificar o conteúdo, uma boa ideia é trabalhar com etiquetas adesivas, pois aplicar tinta ou outro tipo de material pode ser em vão caso você queira, posteriormente, esterilizar novamente a embalagem para novos propósitos.

Leia mais: Como embalar conservas com segurança?

Biscoitos ou grãos

Entretanto, não é recomendado utilizá-la mais do que duas ou três vezes dessa maneira, pois certos tipos de óleos e ingredientes podem corroer um pouco o vidro por dentro ou deixá-lo permanentemente com sabores ou aromas indesejados para a utilização futura.

Potes hermeticamente fechados nem sempre são uma aquisição barata. Reutilizar as embalagens de vidro, então, é uma boa ideia para esses casos. Isso porque grãos e biscoitos perdem muito de suas características se não ficarem em recipientes muito bem vedados.

Sendo assim, para esse tipo de alimento, o ideal é optar pelos potes com bom potencial de vedação — como os de maionese, por exemplo — ou de molhos e patês, cujas tampas são mais grossas e, consequentemente, contam com uma rosca “maior” que evita a entrada do ar.

Quer empreender com os equipamentos corretos e contar com uma assistência completa para qualquer lugar do país? Acesse o nosso site e confira os itens que não podem faltar na sua produção.

Acompanhe o Blog da Cetro e garanta que o seu negócio tenha as melhores soluções para automatizar os seus processos.

A preocupação com preservar o meio ambiente é algo que norteia os pensamentos da população, que se esforça para tornar o mundo um lugar melhor.

Por isso, a consciência de que devemos preservar o meio ambiente vem sendo disseminada em nossa sociedade, e as empresas devem caminhar junto a essa ideia.

Mas, nos últimos anos, as corporações se deram conta de que preservar o meio ambiente e fomentar o desenvolvimento sustentável é também preservar a própria vida humana. Logo, falar sobre empresas e meio ambiente é tão importante.

Quer saber como tornar o seu negócio sustentável?

Acompanhe o nosso artigo.

Empresas Sustentáveis

As empresas são parte fundamental para o alcance do desenvolvimento sustentável, pois elas constituem-se em um elemento chave para o progresso econômico de um país.

Segundo pesquisa da revista Exame, 64% dos consumidores do mundo vão atentar somente para empresas que realmente se importam com sociedade e meio ambiente; no Brasil, esse número chega a 82%.

Assim, a adoção de uma postura em prol do meio ambiente proporciona vantagens para as empresas. Além da preservação dos recursos naturais, as organizações conseguem se posicionar melhor perante seus clientes.

Logo, a gestão ambiental deve incluir atividades que assegurem a conformidade das mesmas com as leis ambientais e da formulação de estratégias que adaptam os produtos à responsabilidade socioambiental.

E outra prova de que a sustentabilidade é uma tendência no mercado, temos o surgimento do marketing verde. Essa estratégia trabalha a imagem das empresas que comercializam produtos e/ou possuem modos de produção ecologicamente corretos.

Por que ser sustentável?

A preocupação com o meio ambiente tem como objetivo tornar o mundo um lugar melhor para viver, preservando os recursos naturais e garantindo mais qualidade de vida.

Assim, os estabelecimentos sustentáveis, além de estarem contribuindo com a natureza e a população, têm chances de ganharem mais adeptos.

Os consumidores que se identificam com o tema buscam por empresas que possuem os mesmos valores. Assim, o seu negócio se torna ainda mais forte no mercado.

Logo, a gestão ambiental eficiente em uma empresa contempla a correção contínua de erros e danos ao meio ambiente, além da monitoração do programa ambiental que a empresa pode oferecer.

Mas, embora, muitos líderes pensem que o modelo sustentável é mais caro, é justamente o contrário. Além disso, algumas medidas simples já podem fazer totalmente a diferença.

Confira: Como automatizar processos contribui para a economia de insumos?

Empresas: como aderir à sustentabilidade?

Mas, quando falamos sobre empresas e meio ambiente, há algumas práticas que podem (e devem) ser adotadas para tornar o negócio sustentável.

Confira quais são elas:

  • Crie um planejamento próprio ou faça parte de programas específicos, como o do IBDN (Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza);
  • Faça parcerias com empresas que também são sustentáveis;
  • Promova o consumo consciente — como informativos sobre o assunto e distribua para seus colaboradores estarem informados sobre os valores pregados;
  • Opte pelo uso de equipamentos e produtos sustentáveis, por meio de trocas conscientes —produtos biodegradáveis, que possuem uma rápida decomposição;
  • Caso tenha um refeitório na empresa, evite desperdícios de comida. Controle o estoque e opte por formas de armazenamento que aumentam a vida útil dos alimentos;
  • Reduza o consumo de energia elétrica —opte por janelas abertas e não o uso do ar-condicionado; deixe as luzes apagadas quando não estiver ninguém no local; desligue os equipamentos quando não for utilizá-los;
  • Use lâmpadas de LED que não causam tanto impacto na natureza e possuem maior vida útil;
  • Diminua o uso do papel — evite impressões desnecessárias;
  • Separe corretamente o lixo e tenha lixeiras de reciclagem para o descarte correto.

Leia mais: 10 dicas de armazenamento de alimentos

Acompanhe o Blog da Cetro e garanta que o seu negócio tenha as melhores soluções para todos os seus processos.