A procura por alimentos saudáveis e nutritivos está cada vez maior e se tornou muito comum entre pessoas que optam por manter uma dieta saudável e sem aditivos químicos, agrotóxicos ou ingredientes que possam prejudicar de alguma forma o seu corpo. Apesar de existir uma grande procura por estes alimentos, a rotulagem dos produtos passou a ser um item indispensável no meio de comunicação entre o próprio produto e o consumidor. O rótulo tornou-se uma estratégia de marketing feroz a fim de conquistar o público, efetuar mais vendas e fidelizar cada vez mais os clientes.

O que diz a lei

É importante saber que se entende por rótulo todo elemento escrito ou gráfico, colado ou impresso sobre a embalagem, contendo, também, informações obrigatórias pela Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, de acordo com a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 259, do ano de 2002. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária salienta que nas rotulagens propostas pelas empresas de alimentos é necessário conter lista de ingredientes, origem, alergênicos, lote, validade, conteúdo líquido, instruções de preparo ou uso e informação nutricional.

Este último item possui uma importância que pode gerar o diferencial valor do produto, visto que, apesar de muito informativo, a Anvisa dispensa a obrigatoriedade em alguns itens, como: águas minerais, vinagres, aditivos alimentares, sal de cozinha, especiarias, frutas e vegetais in natura, produtos medidos previamente como queijos, carnes e salames, café, erva mate e chá sem adição de açúcar.

Fora essas exceções, a tabela nutricional é obrigatória conforme a RDC nº360 de 2003, podendo conter percentual de valores diários, valor energético, carboidratos, proteínas, porções, fibra alimentar e gordura trans, saturada e total. Portanto a tabela nutricional ou informação nutricional não é a mesma coisa que o rótulo, apesar de estarem sempre juntos em muitas embalagens.

Seja objetivo

Informar ao consumidor o que de fato ele está ingerindo conforme a tabela nutricional entregará muito mais valor se comparado a produtos que não utilizam essa rotulagem, além disso um alimento ou bebida com essas informações certifica de que o produtor segue as regulamentações da Anvisa, guiando o consumidor a conhecer sua marca, tornando a transparência um diferencial.

Claro, há um problema em não trabalhar a parte visual do seu rótulo, isso pode causar uma certa falta de interesse do consumidor pelo seu produto, que ao visualizá-lo, inconscientemente entende que o conteúdo do rótulo pode ser não tão bom quanto o próprio, levando o consumidor a produtos concorrente, e não é isso que queremos.

A Cetro tem o que você precisa

A Cetro detém uma série de rotuladoras que são indispensáveis em qualquer linha de produção e facilitam a divulgação da marca e distribuição do produto no mercado, tornando-o único. Rotuladoras automáticas, como a Rotuladora de Frascos Cilíndricos de Bancada CALM T te ajudam a aumentar a produtividade e elevam o padrão de qualidade. Esta rotuladora é compatível com diversos tipos de frascos de forma totalmente automática, possui sistema CLP capaz de gerenciar todo o funcionamento da máquina de forma precisa e podendo rotular de 50 a 200 frascos por minuto.

A linha semiautomática consiste em unir a praticidade com o bom desempenho para gerar uma produtividade consistente, como a Rotuladora Semiautomática com Datador que trabalha com embalagens cilíndricas de diversos tipos de materiais, podendo rotular até 30 embalagens por minuto e rótulos de até 133 milímetros, sendo possível datar na mesma operação utilizando o sistema hot stamping por termo transferência, garantindo uma data inviolável.

São inúmeras opções de rotuladoras que você pode encontrar no site da Cetro. A Rotuladora Automática de Superfície Plana de Bancada é uma das rotuladoras mais completas no mercado. Ideal para bancadas, é uma máquina potente, automática, confeccionada em INOX e altamente tecnológica. Além aceitar diversos tipos e tamanhos de superfícies planas e não cilíndricas, é capaz de rotular até 150 superfícies por minuto. É possível acompanhar todo o processo através do painel touch screen garantindo alta capacidade produtiva em um curto período.

O amendoim é um dos grãos mais consumidos do mundo, em 2019 sua produção tem a expectativa de passar das 500 mil toneladas no Brasil, que é o 13º maior produtor do mundo. Ele já é um queridinho dos brasileiros e além disso, hoje em dia, todo o amendoim que é plantado no país, é consumido.

A produção de amendoim e derivados ganhou e vem ganhando muito espaço nos últimos 10 anos e é esperado que para os próximos 10 a produção total aumente mais 13%. Hoje, só o estado de São Paulo produz 90% da produção total nacional e a cidade de Jaboticabal é a Capital Nacional do grão, em 2018 por exemplo, a cidade produziu 25% das 433 mil toneladas produzidas em todo o estado.

O Crescimento Dos Derivados

Assim como a produção do amendoim em si, seus derivados tiveram um crescimento exponencial, para garantir produtividade, estoque e poder de venda e barganha no mercado, os produtores necessitam ter diferenciais. Além da qualidade do produto, muitas vezes, esses diferenciais podem vir da qualidade de embalo, padronização e quantidade de produto em estoque. Por isso, a automação dos processos produtivos de empresas de pequeno, médio e grande porte, é de extrema importância.

Além disso, a disputa de mercado faz com que cada detalhe faça a diferença, como local de exposição, qualidade do processo de embalo, design de marca e padronização, e é aí que entra a ajuda das máquinas.

Por exemplo, para uma produção de pasta de amendoim é necessário ter uma linha de produção que contenha no mínimo: um moinho, uma envasadora de pastosos que pode ser semiautomática ou em linha, uma seladora de indução, responsável por lacrar as embalagens e uma rotuladora que insere marca e arte nas embalagens.
Já uma produção de paçoca, requer outros tipos de máquinas, como as embaladoras do tipo Flow Pack. Esta máquina tem a capacidade de tornar os processos muito mais simples e em altíssima produtividade, visto que um número muito elevado de embalagens são produzidas por dia de trabalho. Do mesmo modo, são produzidos o Pé de moleque e o de moça.

Em síntese, o amendoim e seus derivados vem sendo consumidos cada vez mais pelos brasileiros.

Padrão para o Mercado

Para colocar nas prateleiras de vendas e mercados o grão em si, salgado, doce ou in natura, alguns métodos de embalo podem ser adotados. Com uma dosadora, uma produção tem garantia de padronização, além da segurança de ter pouquíssima perda de produtos. Da mesma forma, para uma produção que necessita de processos facilitados e embalagens timbradas, uma empacotadora é fundamental, ainda tendo sua produtividade aumentada significativamente.

No caso de produtos in natura, o processo de embalo a vácuo é um dos meios mais utilizados, pois além de garantir que os grãos mantenham suas características naturais resguardadas por muito mais tempo, a embalagem ganha em aspectos estéticos.

Confira a seguir as máquinas atendem a produção de amendoim e quais os derivados que podem ser feitos por elas:

Moinho

Ideal para muitas produtividades de pasta de amendoim, temperadas, doces ou integrais.

Envasadoras de pastosos

Ideais para produções de pasta de amendoim, as envasadoras podem ser de diferentes tipos e para diferentes produtividades.

Empacotadora

Empacotadoras de grãos e pós são ideias para automatizar produções de amendoins doces, temperados ou in natura. Essas maquinas tem a capacidade de fazer todo o processo de embalo sozinha, e ainda tem opcionais de datador e de leitor de fotocélula, que fazem o processo em embalagens já timbradas.

Seladoras contínuas

Ideias para pequenas e médias produções dos grãos temperados ou in natura. Principalmente quando solapas são usadas para inserção de marca, e data de validade e lote.

Seladoras de indução

Responsáveis por lacrar embalagens como as de potes de pasta de amendoim, com diferentes tipos de produtividade.

Flow Packs

Ideias para produções em larga escala de derivados do amendoim como: paçoca, pé de moleque e de moça.

Seladoras a vácuo

Ideais ara produções que necessitem dar maior vida útil aos produtos embalados. E também para embalagens de produtos premium que necessitem garantir maior qualidade nos processos.

Rotuladora

Servindo para inúmeras demandas, as rotuladora são ideias para a padronização, inclusão de marca e branding. Além disso, este equipamento facilita a impressão de informações nutricionais e de data.

Dosadoras

Máquinas dosadoras garantem que a produtividade de uma linha de produção não diminua, além de garantir padronização para as embalagens.

Datadores

Com modelos automáticos e manuais e com versões para potes e tampas. Eles são de extrema necessidade para a produção de alimentícios, pois informações como data de validade e lote são obrigatórias.