Muitas pessoas ainda têm dúvidas e até mesmo receio sobre começar um negócio do zero.

Nesse momento, lembre-se que até mesmo os grandes empreendedores de sucesso começaram do nada.

Portanto, confie no potencial do seu negócio e comece a se preparar para colocar a sua ideia em prática. 

O que é empreendedorismo?

A definição de empreendedorismo foi apresentada pelo economista Joseph A. Schumpeter em 1942, onde associava o ato de empreender com o desenvolvimento econômico. De modo simples, podemos entender o empreendedor como alguém que tira uma ideia do papel, ou seja, quem realiza algo que é novo, colocando em ação.

Entretanto, ser um empreendedor não significa ser um empresário. Afinal, no ambiente empresarial, esse conceito está relacionado com a busca de novas oportunidades através da inovação e empreendedorismo.

Portanto, os empreendedores fazem acontecer, seja no Brasil ou em outras partes do mundo, solucionam os problemas das pessoas, empresas e da própria sociedade, promovendo desenvolvimento e mudanças positivas.

Confira o artigo: “Como uma máquina pode agregar valor ao seu produto?”

Como empreender?

O empreendedorismo tem relação com a ideia de um produto ou serviço que ofereça a solução para os problemas e necessidades dos consumidores. Logo, o primeiro passo para ser um empreendedor é perceber rapidamente novas oportunidades.

Mas não é somente de intuição que se vive um empreendedor.

Por isso, é importante partir analisar os fatos, afinal, com mais dados e informações sobre equipamentos, o negócio fica melhor embasado.

Assim, é possível optar por caminhos como:

  • Atender uma demanda em determinadas localidades;
  • Desenvolver produtos ou serviços para públicos específicos;
  • Melhorar um produto ou serviço já existente.

Quem empreende sai da idealização, pois implica em correr riscos, ao colocar o planejamento em prática para desenvolver sua empresa.

Leia nossas dicas para aumentar a sua produtividade

É possível começar um negócio próprio com pouco ou sem dinheiro?

Existem vários casos pelo Brasil e pelo mundo de pessoas que começaram o seu próprio negócio sem dinheiro ou com pouco valor inicial.

Dessa forma, você pode colocar a sua ideia em prática sem a necessidade de possuir altos montantes de três formas:

  1. vender a sua ideia ou parte dela para alguém que tenha dinheiro para investir no negócio e que se tornará seu sócio;
  2. fazer um empréstimo com instituições financeiras;
  3. iniciar com pouco dinheiro e utilizar todo o lucro do seu negócio para continuar investindo no crescimento do projeto, por pelo menos um tempo, até que sua empresa atinja um bom nível de lucro.

Dicas para começar um negócio do zero

Se você já encontrou uma oportunidade de empreender com a qual se identifica, agora você só precisa de algumas dicas para dar os primeiros passos rumo ao empreendedorismo.

Confira como começar um negócio:

1. Planejamento e pesquisas

O primeiro passo é começar com o planejamento do seu negócio. Tenha em mente que para ter sucesso você precisa disponibilizar um produto ou serviço que ofereça soluções para as necessidades dos clientes.

  • o que você irá vender ou qual serviço irá oferecer?;
  • como e onde serão feitas as vendas ou o atendimento do cliente?;
  • qual seu público-alvo?;
  • quais as necessidades do seu público?;
  • qual será o perfil da empresa?

Não se preocupe em deixar tudo excessivamente perfeito — muitas pessoas focam tanto no planejamento que nunca colocam os planos em prática.

Lembre-se de que a experiência e o aperfeiçoamento levam tempo.

Não deixe de pesquisar a concorrência e o mercado para entender em qual cenário a sua empresa estará inserida. Quanto melhor você compreendê-lo, maiores são as chances de ter sucesso no ramo escolhido.

2. Metas e objetivos

Defina quais são as metas e os objetivos, a curto e longo prazo, que você quer alcançar com o seu projeto e faça o planejamento de como chegar aos resultados pretendidos. Assim que atingi-las, crie novas.

3. Produção de conteúdo e divulgação

Outro ponto essencial para quem irá começar um negócio novo é trabalhar com  divulgação e produção de conteúdo.

Invista em um site próprio, blog e em redes sociais para fazer com que as pessoas conheçam a sua empresa. 

Mas não se esqueça de oferecer um conteúdo de qualidade e que seja do interesse do seu público.

E se você quer empreender com os equipamentos corretos e contar com uma assistência completa para qualquer lugar do país, saiba que a Cetro oferece soluções completas para automatizar sua produção de maneira prática e rápida.

Continue acompanhando o Blog da Cetro para novos conteúdos que podem contribuir com seu crescimento pessoal, profissional e empresarial.

É extremamente necessário criar um planejamento de compras para sua empresa. Uma atitude como essa pode, em momentos de economia mais enxuta, fazer total diferença no orçamento mensal de seu negócio.

A ideia deve ser sempre gastar menos e vender mais, e para ter noção do seu preço de venda é essencial saber o quanto foi gasto.

Quer saber como criar um bom planejamento e aproveitar melhor o caixa disponível para as compras empresariais?

Confira o artigo e siga as nossas dicas!

O que é um planejamento de compras?

Nas últimas décadas o planejamento de compras tem obtido um impacto importante sobre a saúde financeira das empresas.

Afinal, a previsibilidade das demandas permite verificar a disponibilidade de dinheiro em caixa, oferecendo tempo para pesquisar os melhores preços e as condições de pagamento favoráveis. Ou seja, comprar com mais qualidade apresentando aos consumidores produtos melhores, a preços mais competitivos.

Por isso, o planejamento de compras é um processo estratégico, que visa gerenciar o fluxo de suprimentos de uma empresa, zelando pelo preço, prazo e qualidade.

O plano de compras de uma empresa deve estar alinhado com o planejamento estratégico, tendo como objetivo proporcionar um atendimento de excelência às necessidades dos públicos da organização. Atingindo seus objetivos, o planejamento de compras corporativas é capaz de gerar maior lucratividade para o negócio e, dessa forma, contribuir para a eficiência do planejamento de custos.

Passos para um bom Planejamento de compras

Tenha uma previsão de vendas

Nós sabemos que é quase impossível ter certeza do quanto será vendido e lucrado no mês.

Mas para que seja feito um planejamento de compras eficiente, é importante ter uma noção da quantidade.

Isso permitirá que você tenha um índice previsto na linha de produção, auxiliando na hora de decidir o volume das compras de insumos.

Leia mais: O que é uma Linha de Produção?

Monitore seu inventário

Com a previsão de vendas em mãos é hora de verificar o que ainda está disponível para produção.

Separe um tempo, pelo menos uma vez a cada quinzena, para verificar o estoque.

Muitas vezes, por falta de cuidado, é colocada no planejamento a aquisição de algum insumo que ainda está presente no estoque da empresa — um gasto extra que pode ser facilmente evitado com monitoramento frequente.

Confira: 03 Dicas para criar um padrão de qualidade

Relacione o planejamento de compras aos fornecedores

Tem tudo em mãos em termos de quantidade e necessidade de insumos?

Verifique quais são os melhores fornecedores para a ocasião. Pense na questão velocidade de entrega e preço para encontrar as opções que tragam mais benefícios.

Para ajudar, você pode fazer uma lista de produtos a serem comprados em ordem de prioridade. Assim não correrá o risco de gastar demais em algo não é urgente.

Leia mais: O que é logística empresarial?

Não estoure o orçamento

Seu planejamento de compras deve encaixar no orçamento mensal e com sobras. Portanto, nada de estourá-lo, a não ser em último caso!

Assim, quando surgir alguma situação na qual a produção precise e possa ser parada, ainda por um curto período, pare. É melhor deixar de ganhar lucro do que operar no vermelho!

Confira: Como organizar as finanças do seu negócio?

Faça um planejamento de compras internas

Da mesma forma, a própria empresa também precisa de certos insumos (canetas, móveis que necessitem ser substituídos, produtos de limpeza), e para eles o planejamento deve ser distinto.

Não misture as necessidades! Por isso, crie outro planejamento para as compras internas, com foco nas mesmas questões cabíveis abordadas acima.

Mas, o grande segredo está em separar as compras. Embora o caixa seja o mesmo, devem existir duas verbas diferentes.

Continue acompanhando o Blog da Cetro para novos conteúdos que podem contribuir com seu crescimento pessoal, profissional e empresarial.